12/10/2014

Pratos decorativos na parede - Parte II

Continuando a nossa prosa da semana passada, hoje vou mostrar o resultado dos pratos na parede!

Em cima da porta de correr da cozinha (que também é a entrada para a sala) eu tinha um espaço bem sem graça. Sempre vi potencial nele, mas até pouco tempo atrás nenhuma ideia interessante... Veja que coisa mais sem sal e sem açúcar:
Coisinha tão sem gracinha do pai...

Quando tive a ideia dos pratos, não deu outra: adeus paredinha sem vida!  Vejam que bacana:

Paredinha feliz!
Novo visual!
Detalhes dos pratos 1

Detalhes dos pratos 2

Mas nem tudo são flores. A minha intenção inicial não era sair furando a parede inteira, porque vocês vão concordar que 10 furos fazem de qualquer parede uma peneira... Os azulejos desse espaço, não sei bem porque, trincaram, mesmo tendo sido trocados na reforma recente. Meu medo era que essas trincas virassem fendas (faz parte do meu show!). A princípio pensei em colar com fita adesiva dupla face da 3M, que já usei para pregar alguns quadros na sala e deu super certo. Fui colocando prato por prato na parede e, quando estava no nono, comecei a ouvir uns estalos e - tcharam! - um caiu e se espatifou! Subi correndo a escada e retirei todos antes que minha cozinha virasse um casamento grego! Tive que partir para os ganchos de metal e para os furos na parede, não teve jeito...

DICAS:

- Defini a ordem dos pratos antes de sair furando a parede;
- Depois de definida a ordem dos pratos, fiz a marcação dos furos na parede já com as medidas dos pratos;
- Para calcular as distâncias, usei a medida do diâmetro de cada prato e defini 5 cm de distância entre um prato e outro. Optei por colocar cinco em cima e quatro embaixo, embora tivesse 10 pratos. Deu super certo;
-  Fiz as marcações todas à lápis. Um pano com álcool retirou tudo depois!

E aí, gostaram? Comentem aí!


04/10/2014

Pratos decorativos na parede - Parte I

Recentemente fui visitar com meu irmão um apartamento decorado que eu moraria fácil. Parecia que a decoração tinha sido feita para mim e, como sempre, uma coisa não saiu da minha cabeça depois dessa visita:

Parede com pratos decorativos - imagens disponíveis no site e no Facebook da construtora Direcional

Foto que eu tirei com meu celular, para ter como referência
Isso, isso mesmo! Esses pratos perturbam o meu sono desde então... Uma rápida pesquisa na Internet me mostrou que eu não estou sozinho nessa. Parece que é mesmo uma tendência na decoração contemporânea. Aqueles pratos antiguinhos, do tempo de nossas avós, deram lugar a uns pratos bem descolados que, juntos, fazem a alegria das paredes:

Foto 1
Foto 2

Foto 3
Fontes: Foto 1, Foto 2, Foto 3 (tem mais fotos nos sites!)

O legal é que você pode direcionar a escolha dos pratos de acordo com o seu estilo: sóbrio, romântico, rústico etc. etc. etc.

Comecei a garimpar na Internet e na pesquisa eu encontrei os pratos da foto de referência lá de cima: eles são da TokStok! Mas acabei encontrando na Camicado umas opções bem legais também... Acho que daí vocês já imaginam o que aconteceu, né? Sai adquirindo os pratos por esses dois lugares... A atendente da Camicado não resistiu e me perguntou por que eu estava comprando tantos pratos diferentes. Quando contei a ideia ela achou o máximo, empolgou-se e começou a me mostrar um monte de coisa... Resultado: 10 pratos já estão na residência prontos para habitar uma parede branca, fria e sem graça... Ah! Comprei pratos de sobremesa porque, sendo menores, possibilitam a existência de vários no cantinho que escolhi para eles!

O desafio foi encontrar os ganchos para suporte dos pratos na parede. Achei em uma loja no Boulevard Shopping, aqui de BH, mas o preço está tão fora dos padrões que resisti... (11 dinheiros cada!). Encontrei na Internet esse site aqui e os preços foram mais acessíveis (5 dinheiros o par). Comprei e eles chegaram direitinho!

Como o próprio título indicou, este post tem parte II, que é a parte mais esperada: o resultado final! Eu volto em breve para contar para vocês!!!

27/09/2014

Colorindo paredes

Semana passada falei como descobri a Urban Arts e os quadros que adquiri por lá. Hoje mostro o resultado, já com eles nas paredes:

O escritório ganhou cor com o quadro Schnauzer (autor: Russ). A moldura amarela combinou com os nichos

Fala se não é a cara do Cristóvão?



O David Bowie II (autor: Russ) foi para a sala

Na composição, o Rosto no Muro (autor: Júnio Ahzura) e "A Menina na Estação" (não encontrei no site).

Em tempo:

Esses quadros já existiam pela casa e eu nunca falei deles por aqui:

Na cozinha, os coloridos quadros da Vila 211
Ainda no escritório, em cima: uma cena de Tempos Modernos (Charlie Chaplin). Uma amiga encontrou a imagem, alterou a resolução, imprimiu e eu emoldurei. Embaixo: "Lunch time atop a skyscraper" (Charles Clyde Ebbets) que eu ganhei de uns amigos. A moldura imponente estragou e eu troquei por essa mais fininha...

No quarto, sobre a cabeceira da cama, réplicas de quadros da Frida que eu mesmo imprimi e emoldurei (já tinha falado destes aqui, mas não resisti...)
Alguns amigos já disseram que aqui virou galeria. Olha que ainda tem parede sobrando hein?

20/09/2014

Morar mais por menos - BH

Tá rolando aqui em BH a mostra de arquitetura, design e decoração "Morar mais por menos". Eu tava procurando sarna pra coçar fui e aí já viu, né? Vejo um monte de coisa legal, um monte de produto bacana, um monte de fornecedores super descolados e já quero trazer tudo aqui para casa... Ai, ai, não tá fácil pra ninguém...

O Morar mais por menos tem uma ideia bacana de mostrar para o público que gosta de arquitetura, design e decoração que é possível fazer coisa legal com um consumo consciente. Bem, a meu ver a mostra de BH está bem próxima da Casa Cor, ou seja, tudo de muito bom gosto, mas tudo muito caro e muito igual ao que a gente vê nas revistas. Tem uma ou outra coisa DIY, mais em conta, mas no geral tudo bem parecido com o que vemos por aí... Tem umas arandelas de lixeira de banheiro e coisas do gênero que, me desculpem, não tem lugar no meu gosto e muito menos na minha casa...

Vários ambientes encheram meus olhos e alguns objetos de decoração que vi por lá me marcaram bastante. Uma composição específica de quadros me chamou bastante atenção:


Os quadros são da Urban Arts e eu já fui correndo conhecer a loja de BH. Adquiri o do David Bowie já emoldurado e, de quebra, trouxe um poster de schnauzer, que ó, vai ficar lindo aqui na residência! Como quando gosto eu exagero, já voltei lá e adquiri outros dois quadros bem bacanas... Em breve mostro o resultado!

Gostei de uns pratos amarelos da TokStok que também já estão habitando as prateleiras do cafofo! O legal é que se você gosta de um produto lá, você registra o seu interesse e o fornecedor entra em contato. Isso não é o primeiro mundo? E também não é uma desculpa para você sair comprando feito doido?

Corre que ainda dá tempo de ir ver a mostra, que vai até o dia 5/10! A casa é linda e são mais de 50 ambientes com algumas ideias bem exequíveis para a casa da gente!

13/09/2014

Coluna da Carol: "decorar com o coração" ou "tricô e crochê na decoração"


Hoje o Reforma lá de Casa inaugura o novo layout porque o outro estava cansando ultrapassado e aproveita para inaugurar também a Coluna da Carol. Já falei dela aqui no último post e, sempre que possível, ela vai aparecer pelo RldC para umas dicas de arquitetura e decoração. Carol é arquiteta, trabalha no 1 Comunicação & Cenografia, adora artesanato e é dona do Donas de Casa Subversivas. Ela vem pra encher esse espaço de vida! Bem vinda!



Oi gente!

Pensei muito em como começar minhas participações neste espaço. Sou arquiteta e, mesmo trabalhando na área e tendo inúmeras referências, ninguém consegue fugir muito de suas origens. Eu fui criada em uma família muito ligada a trabalhos manuais. Minhas avós me ensinaram aos 8/9 anos a fazer tricô e crochê. Minha mãe também tricota e, seguindo a ‘’sina’’ familiar, eu também, óbvio!

Sempre gostei muito desse tipo de estética porque, para mim, trabalhos manuais são o resultado da mais pura arte ligada diretamente ao coração. A pessoa geralmente gasta tempo em produzir aquela peça e ela sempre vem cheia de história para contar. E se tem uma coisa que eu gosto é de escutar história. 

Porque não adianta, mesmo você fazendo mestrado, pós graduação etc. etc. etc., a casa da pessoa são as histórias que ela viveu.  Casa sem história - de como o cachorro fez xixi em cima da cama ou da dificuldade pro sofá entrar pela porta - pra mim não tem graça!!!

Já explicado, foco hoje nos novelos porque sempre gostei muito deles. Acho um charme para dar aquela arrematada que faltava na decoração de qualquer ambiente:


Cliquem nas imagens, elas ampliam!

Hoje em dia fala-se muito em decorar com o coração. Isso é muito legal! E o que devemos ter sempre em mente é:

A sua casa tem jeito do quê? 
Você gosta de quê? 

Acho que respondendo essas questões, conseguimos sempre tornar tudo mais gostoso dentro do nosso canto!

08/08/2014

Donas de Casa Subversivas

O título é esse mesmo! (para ler ouvindo: clique na música!)
"A única coisa mais perigosa que uma menina má, são duas meninas más juntas. Ou a gangue delas. As brincadeiras perigosas, as mentiras que elas contavam para os pais na época de colégio, os drinks com bebidas misturadas, aquele primeiro show de rock encostada na grade, a liberdade de falar o que se pensa."
É assim que começa a conversa com o "Donas de Casa Subversivas", um site superbacana onde é possível comprar uns produtos que vão encher a nossa residência de atitude! Porque não faz sentido uma boa construção, uma boa reforma, se a gente não habitar nosso lar de ousadia e de personalidade forte!

Atenção mulheres que queimam um sutiã por dia! Atenção vocês que não levam desaforo para casa! Atenção vocês, meninas, que ligam no dia seguinte! Esses produtos são para vocês:









E como a questão de gênero é somente uma atitude também, eu já escolhi a minha caneca preferida!

Quem está no comando dessa iniciativa pra lá de diferente, é a Carol Castro, uma grande amiga minha. Quer seguir no Face? Clica aqui! Já quer pular para o carrinho de compras? Clique aqui!

26/06/2014

Nichos de parede para o escritório

Lembra do post "Decoração e animal de estimação, que combinação!"(que título brega, né?!), de 29 de maio de 2014? Pois então, a ideia era inspirar todo mundo, mas como é muito difícil saber se fui efetivo em minha iniciativa, eu vim aqui contar que, tcharam: me inspirou demais a pesquisa e já comecei a colocar a mão na massa!

>>> Para ler ouvindo, clique aqui!

A escadinha do gato me fez pensar numa solução para o caso do Cristóvão (abre parênteses: ele é apaixonado pela cachorra da vizinha, a Foquinha. A nossa vida se resumia em: Foquinha latiu? Pega o Cristóvão, leva até a janela e segura ele ali para que ele possa flertar com sua amada... Caso contrário ele ficaria correndo de um lado para o outro, desesperado). A janela do flerte era essa:

Com a inspiração do post nossos problemas se acabaram!!! Veja a solução:

Ficou bem bacana né? Além de ser apoio para o Cristóvão bisbilhotar na janela, tornou-se um novo lugar para guardar as revistas que a gente cisma guardar e que nunca mais voltaremos a folhear... A intenção é que ele use o nicho menor para subir até o maior... Ele ainda está se familiarizando com a "escada", mas isso é questão de tempo:

Detalhes:
Material dos nichos: MDF (3 cm de espessura); 
Medidas: Retangular = 60X30X30 de profundidade; Quadrado = 30X30X30 de profundidade;
Cor: amarelo girassol.
Preço: $$.


Como o Cristóvão escorregou a primeira vez que subiu, a solução foi colocar um tapetinho antiderrapante, cuja descrição técnica mais completa eu achei nesse site aqui. Veja no detalhe:


Gostou? Abre o verbo nos comentários aqui embaixo!